Os Club Kids e Michael Alig


 Esta semana surgiu a notícia que o famoso (ao menos na cena underground) Michael Alig foi libertado da prisão após 17 anos, culpado pelo assassinato de um traficante. De verdade, eu fiquei totalmente indiferente a isso, mas um monte de gente começou a fazer barulho de felicidade nas redes sociais. "Alig está livre, os Club Kids vão voltar" ta, mas e dai? Os Club Kids nunca deixaram de existir completamente, só são bem diferentes da época de Alig e não consigo ver ele voltando para o estilo, e se voltar não será a mesma coisa. Ah, desculpe, talvez você não estejam entendendo nada do que estou falando aqui. Como a notícia me inspirou a escrever um post sobre os Club Kids, vamos começar.



 No final dos anos 80, começo dos 90, surgiu em Nova York um tal de Michael Alig que tinha se mudado para a cidade para estudar, mas logo foi expulso. Preso na cidade grande sem saber aonde ir, Alig conheceu James St. James, um experiente frequentador de festas undergrounds e que se vestia de forma BEM extravagante. Juntos, começaram a realizar algumas festas, ganhando fama e começando o movimento Club Kids. A coisa estava alcançando seu auge, mas então entraram as drogas e eles passaram a criar festas ilegais em TODO lugar. Sério, houve uma vez em que eles fizeram uma festa em uma lanchonete. Bom, ser um Clubber era basicamente isso, se vestir de forma doida e festejar o tempo todo.


 Acho que eu dei um grande resumo da coisa, até porque não conheço tão profundamente assim. Mas para aqueles que se interessarem, recomendo assistir Party Monster (tem o filme e o documentário), que conta a história de Alig, interpretado pelo Macaulay Culkin (sim, o garoto de Esqueceram de mim). 


 Como eu já disse, duvido que Alig volte a ser um Clubber. Ele passou 17 anos preso, longe das drogas, e acho que isso talvez fizesse ele mudar de ideia sobre o que é aproveitar a vida. Não digo que ir a festas o tempo todo seja desperdiçar sua vida, porque acredito que aproveitá-la vai de pessoa pra pessoa. Não sei, pelo que deu para ver no filme, era uma vida muito louca e ele já tem 47 anos agora. O que vocês acham?

3 comentários:

  1. CARALHO,Um dos melhores posts,party monster é perfeito, sou obcecado por esse filme, e conta mesmo a realidade dos clubbers, Michael Alig consegue ser insuperavel nessas festas, queria muito morar em nova york nessas epocas,:)

    ResponderExcluir
  2. se as pessoas virem um clubber na rua hoje vão chama-lo de little monster.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...