William Travilla


 Quem nunca ouviu falar na deusa Marilyn Monroe? Todos amam Marilyn, impossível não amá-la. A grande estrela de Hollywood, a imagem do cinema da década de 50 e 60. A mulher mais heartbreaker que existiu, a verdadeira primeira dama dos Estados Unidos. Mas o que é uma deusa sem suas roupas? É hora de abrir os holofotes ao seu estilista, sem ele, Marilyn não seria metade do que foi.


"Hey, Billy, obrigada por todas as coisas maravilhosas que você me fez. Amor, Marilyn"
 William Travilla foi "o cara" de Hollywood da época. Ele começou a carreira como figurinista em vários filmes B, até ganhar um Oscar em 1949, com o filme Adventures of Don Juan, foi aí que sua carreira voou. Já em 1951, fez figurinos para o clássico O Dia em que a Terra Parou e tendo créditos em Viva Zapata.


 Se tornou amigo íntimo de Marilyn, chegando a fazer seu figurino em oito filmes da musa. Seu trabalho pode ser visto nos filmes Os Homens Preferem as Louras, O Pecado Mora ao Lado (sim, aquele vestido branco famosíssimo), Como Agarrar um Milionário, entre outros.


 No final da década de 70, ele passou a produzir figurinos para a televisão, principalmente. Entre vários de seus projetos, o mais aclamado foi para a série Os Pássaros Feridos (1983). Travilla chegou a ser indicado a sete prêmios Emmy por seu trabalho na televisão.

Para a série Os Pássaros Feridos
 Morreu no dia 2 de novembro de 1990, em Los Angeles, Califórnia, devido ao câncer de pulmão.

 Em 2008, iniciaram uma exposição mundial dos trabalhos de Travilla. A coleção inclui modelitos usados por Marilyn Monroe, Dionne Warwick, Whitney Houston, Judy Garland, Jane Russell, Betty Grable, Lana Turner, Diahann Carroll, Susan Hayward, Loretta Young e Barbara Stanwyck; e ainda mais.


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...