Indies e Hipsters

 Se alguém ai falar que indie está se popularizando, dê uma grande xícara de café pra esse idiota acordar. O indie já foi! Essa modinha já passou, todos tiveram um contato com ela (na maioria dos relatos, bem ruim). Mas por que eu estou falando disso? Porque outro dia veio um desses indies falar comigo e reclamou que o estilo está se popularizando, quase virei e falei "querido, você ainda ta preso em 2012?". Com todas as pessoas que falei, absolutamente todas não suportam pessoas indies. Mas o que há de errado com esse estilo? Com o estilo, nada, na verdade, o problema é com as pessoas.



 Não vejo problema nenhum na teoria: acho as roupas lindas, fotos boas, bom gosto e é bom que se interessem por cinema e livros. Até ai tudo bem, mas na prática, o quadro é outro. Indies e hipsters são, na maioria, pessoas metidas pra caramba, tentando ter um visual "blasé" e menosprezam aqueles de qualquer outro estilo. Se acham originais e detestam quando algum ser do planeta se declara fã da mesma banda que eles.


 E qual é a diferença entre indies e hipsters? Ninguém sabe. O que eu vejo é que há uma mudança nas roupas: hipsters se vestem de um modo mais "moderninho", enquanto indies preferem algo mais vintage. Fora isso, é tudo igual.


 Procurei fontes na internet, todos satirizam ambos estilos. Em minha experiência, concordo com todos eles (desculpem-me os indies). Farei agora uma lista sobre como ser um indie/hipster:


  1. Procure por muuuitas bandas que ninguém conheça, mas lembre-se que ninguém pode saber da existência delas
  2. Faça um guarda-roupa de brechós, é imprescindível ser vintage
  3. Assista filmes que ninguém nunca ouviu falar depois se gabe dizendo "eu já assisti uma quantidade de filmes impressionante, eu sou cinéfilo"
  4. Use batom vermelho sempre 
  5. Tenha óculos de nerd e use mesmo que você não tenha problema de visão
  6. Odeie todos que não são como você, mas se alguma pessoa virar como você, odeie também, ela é modinha
  7. Reclame o tempo todo do Brasil e diga o quanto gostaria de estar na Europa
  8. Você tem que amar frio e a Zooey Deschannel
  9. Finja que é comunista e reclame da Globo
  10. Tenha uma tatuagem
  11. Tire milhões de fotos no seu Instagram
  12. Tenha uma barba
  13. Use camisa (de preferência xadrez)
  14. Tome, ou finja, muito café, principalmente da Starbucks
  15. Leia muitos livros clássicos e finja entender deles
(É claro que nem todos são assim, a lista foi só baseada em esteriótipos. Desculpem-me se alguém se ofender)


 Algumas coisas do repertório dos estilos:
  1. 500 Dias com Ela (filme)
  2. Arctic Monkeys (banda)
  3. Freud (filósofo)
  4. Los Hermanos (banda)
  5. Laranja Mecânica (filme)
 Enfim, o estilo teve seu auge em 2011 e no ano passado, uma modinha que já passou. Se você se sente bem sendo um indie/hipster, não há nenhum problema nisso, cada um tem o direito de se sentir bem consigo. Mas isso não quer dizer que precise menosprezar os outros e se achar melhor, porque você não é. 


2 comentários:

  1. bem interessante, eu tenho um blog que posta bandas indies , alem de várias coisas aleatórias e desconhecidas, passa lá

    ResponderExcluir
  2. Visão meio distorcida e generalizada, mas respeito

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...